segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Comentário: Êx 20:13 & Samuel 15: 1-3


Comentário: Êx 20:13 & 1Samuel 15: 1-3

“Não matarás”. Êx 20:13.

Samuel disse a Saul: “Eu sou aquele a quem o Senhor enviou para ungi-lo como rei de Israel, o povo dele; por isso escute agora a mensagem do Senhor”.
Assim diz o Senhor dos Exércitos: ‘Castigarei os amalequitas pelo que fizeram a Israel, atacando-os quando saíam do Egito. Agora vão, ataquem os amalequitas e consagrem ao SENHOR para destruição tudo o que lhes pertence. Não os poupem; matem homens, mulheres, crianças, recém-nascidos, bois, ovelhas, camelos e jumentos’”. (Samuel 15: 1-3).


Deus através dos seus profetas nos deixou a sua santa palavra, a Bíblia sagrada, sabemos que todas as escrituras são divinamente inspiradas. 2timoteo 3:16. Os textos acima tratam do tema relacionado à preservação ou não da vida, onde a vida do ser humano poderia ser ou não tirada por seu próximo. Em êxodo 20: 13, O senhor através de Moises dar ao povo os dez mandamentos, sendo que um deles era “não Matarás” Ex. 20:13. Aqui vemos uma ordem clara, não tirar a vida do seu próximo. Já em I Samuel, 15: 1-3. Vemos Deus dando uma ordem através do profeta Samuel ao Rei Saul, onde Ele traria juízo a Amaleque pelo que fez a Israel, este juízo incluiria também a morte de homens, mulheres, crianças, recém-nascidos, bois, ovelhas camelos e jumentos.

Vemos que Saul não obedeceu totalmente ao Senhor, obediência parcial, se torna desobediência (tg 2:10). Interessante notarmos que o Senhor aqui permiti a morte até de crianças.
Seria aqui um paradoxo, na verdade a bíblia nunca se contradiz! Para compreendermos melhor estas passagens precisamos tomar como um todo o que a bíblia diz a respeito deste assunto, não apenas algumas partes. Do contrário para muitos Deus seria um carrasco não um Pai de amor como Ele é.

Deixe-me relatar uma pequena ilustração que o Pr. Luciano Subirá conta em seu livro, “O Conhecimento revelado”, ele falar sobre a compreensão da palavra de Deus como um todo, pois alguns versículos sem contexto não passam de pretexto.
"Havia três homens cegos que foram colocados diante de um elefante. A cada um foi dito que caminhasse até deparar-se com algo à frente (o animal) e que, pelo tato, deduzisse o que era aquilo. O primeiro foi até deparar-se com uma das patas do elefante, e apalpando-a até embaixo, exclamou: é uma árvore! O segundo foi até o lado do elefante, e apalpou-o até em cima onde alcançou e disse: é uma parede! Já o terceiro, caminhou até a tromba, apalpou-a, e percebendo seu movimento deduziu ser um animal vivo e gritou: é uma cobra!" Resumindo: lidando com partes isoladas, jamais conheceremos o todo!

Tal quais estes cegos, muitos se prendem a apenas algumas partes isoladas da Bíblia e se perdem na interpretação. Tenha uma visão global.


ENTENDENDO:

Não matarás”. Êx 20:13. Na velha aliança, a bíblia condenava o assassinato, A lei era olho por olho dente por dente quem matasse também deveria morrer. Êx 21:24. Por Exemplo, se numa briga um dos envolvidos ferisse uma mulher gravida e ela abortasse e acriança morresse ou a mãe, era vida por vida.

Se alguns homens brigarem, e um ferir uma mulher grávida, e for causa de que aborte, não resultando, porém, outro dano, este certamente será multado, conforme o que lhe impuser o marido da mulher, e pagará segundo o arbítrio dos juízes; mas se resultar dano, então darás vida por vida, Êx 21:22-23.
Vemos claramente que o mandamento não matarás é um mandamento moral, de amor ao próximo, este pensamento se sustenta em toda a bíblia.

"Vocês ouviram o que foi dito aos seus antepassados: ‘Não matarás’, e ‘quem matar estará sujeito a julgamento’.
Mas eu lhes digo que qualquer que se irar contra seu irmão estará sujeito a julgamento. Também, qualquer que disser a seu irmão: ‘Racá’, será levado ao tribunal. E qualquer que disser: ‘Louco! ’, corre o risco de ir para o fogo do inferno. Mat 5:21-22.

Vemos Jesus tratando agora de forma mais profunda, Ele condena não só o assassinato mais até a intenção interna do coração (Ira) que pode levar o homem a tirar a vida do seu próximo, seja de um homem, mulher, criança ou recém-nascido.

Pois estes mandamentos: "Não adulterarás", "
não matarás", "não furtarás", "não cobiçarás", e qualquer outro mandamento, todos se resumem neste preceito: "Ame o seu próximo como a si mesmo". O amor não pratica o mal contra o próximo. Portanto, o amor é o cumprimento da lei. Rom 13:9-10

O que vemos em 1 Samuel 15: 1-3, é um comando especifico de Deus para o rei Saul destruir totalmente seus inimigos, mesmo que isto envolvesse suas descendências. Não podemos entender isto como sendo a vontade de Deus para nossos dias.
Na nova aliança Jesus aboliu muitas coisas, aperfeiçoando-as, pois a lei não tinha imagem perfeita mais era sobra dos bens vindouros.

A Lei traz apenas uma sombra dos benefícios que hão de vir, e não a realidade dos mesmos. Por isso ela nunca consegue mediante os mesmos sacrifícios repetidos ano após ano, aperfeiçoar os que se aproximam para adorar. (Heb 10:1).


Hoje os inimigos do povo de Deus não é Amaleque, sim os principados e potestades, os demônios que se opõem ao Povo de Deus e a expansão do Seu reino aqui na Terra, estes sim devem ser destruídos, e paralisados, em nome de Jesus, pois Cristo já trinfou sobre todos eles, e nos deu poder e autoridade para repreendê-los em Seu nome. Efésios 6:12.


Pois qualquer que guardar toda a lei, mas tropeçar em um só ponto, tem-se tornado culpado de todos. Porque o mesmo que disse: Não adulterarás, também disse: Não matarás. Ora, se não cometes adultério, mas és homicida, te hás tornado transgressor da lei. Tgo 2:10-11.



em Cristo: Cristiano Mascarenhas
Compartilhar:

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Bênçãos no Deserto!

Bênçãos no Deserto!

(Dt 29:1-9)


Muitas vezes quando Passamos por dificuldades, pelo deserto da Vida, esquecemos, do quanto o Senhor nos ajudou e nos abençoou isto acontece por não entendemos os propósitos de Deus para nossas vidas, mas a bíblia diz que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus e são chamados segundo o seu propósito.

Outros quando saem da prova, da crise, e o senhor os abençoa, prospera cura, logo se esquecem do Senhor, e passam a encarar seu sucesso como sendo fruto de seu próprio braço e não reconhecem a mão de Deus sobre suas vidas. Em Deut (8:11-18). O Senhor advertiu o povo de Israel para quando entrassem na terra prometida, e o senhor os prosperasse não se esquecesse do Senhor Deus, que é quem os abençoa.

Vemos no capitulo 29 de Deut, que o Senhor faz um PACTO (Aliança) com Moises e os filhos de Israel, além do pacto já feito em Horebe.

No vs. 2 em diante o Senhor fez com que o povo trouxesse à memória aquilo que o Senhor tinha feito em suas vidas, desde quando eram escravos de faraó. As grandes proezas que Deus realizou no Egito em pro do seu Povo.


O POVO NÃO ENTENDEU.

Vers. 4 diz que Deus não Deixou o povo percebesse, ouvissem ou entendessem. Embora o povo de Israel tivessem visto os milagres e maravilhas com seus próprios olhos naturais, não entendiam porem com os olhos espirituais. A causa do povo muitas vezes não ter uma percepção da voz do Senhor, não é por que Deus tenha segado seus olhos espirituais, pois quem faz isto é o príncipe deste mundo, o diabo, mas porque eles mesmos fecham seus ouvidos e corações à voz do Espírito santo, por isso a bíblia diz quem tem ouvido pra ouvir que ouça, muitos ouvem o evangelho de má vontade e não entendem, vemos da parábola do semeador que a semente que é a palavra, é boa, mas depende do coração, se ela vai germinar e multiplicar. A parábola diz que aquele que caiu na boa terra (coração) e produziu frutos, é aquele que ouve e entende. (MT 13:13-17), a posição que tomamos diante da palavra é o que faz a diferença!

O que notamos de interessante nesta passagem, é que mesmo estando no deserto Deus, os Abençoou grandemente, vemos aqui alguns princípios que eu gostaria de chamar bênçãos no deserto ou vitória no deserto:

O termo Deserto muitas vezes é simbólico, há dificuldades, provações, privações, lutas e crises que o povo de Deus enfrenta na sua jornada de Fé.

Mas, mesmo no Deserto Deus:

1ª. NOS GUIA, NOS ORIENTA (V5A).

Mesmo estando no deserto, em dificuldades Deus nos orienta através do seu Santo Espirito, como andarmos em integridade e santidade. E nós como filhos obedientes aceitamos a direção.

Rom 8:14 Pois todos os que são guiados pelo Espírito de Deus, esses são filhos de Deus.

Existem aqueles que ao invés de deixarem-se guiar por Deus, são guiados pelo pecado, pelo mundo e pelo diabo.

Muitas vezes quando o problema vem, ficamos atordoados e não sabemos que caminho percorrer que decisões tomar, é ai que devemos confiar no Senhor em sua direção.

Isa 48:17 Assim diz o Senhor, o teu Redentor, o Santo de Israel: Eu sou o Senhor, o teu Deus, que te ensina o que é útil, e te guia pelo caminho em que deves andar.

A maioria das derrotas, no meio do povo de Deus, é por falta desta direção divina, muitos são levados pelo engano do coração, amizades, etc., mas se ouvirmos a voz interior que é o Santo espirito nos falando com certeza seremos levados a um caminho de vitorias e conquistas!(Isa 1:9).

2Co 2:14 Graças, porém, a Deus que em Cristo sempre nos conduz em triunfo, e por meio de nós difunde em todo lugar o cheiro do seu conhecimento;

A condução de Cristo em nossas vidas nos leva a um viver de vitorias, e através desta direção passaremos o cheiro do conhecimento de Cristo.

Deus quer nos guiar nas orações, no nosso casamento, criação dos filhos, estudos, trabalho, diversão, ou seja, em tudo.


NO DESERTO O POVO ERA GUIADO, DIA E NOITE, PELA NUVEM DE DIA, E PELA COLUNA DE FOGO, A NOITE.

JESUS NO DESERTO.

Mesmo na vida de Jesus, quando ele foi tentado, por satanás, a bíblia diz, que o Esp. Santo levou Jesus, ou seja, dirigiu o senhor, nesta etapa de provações e tentações, onde Cristo triunfou sobre o inimigo e todas as tentações.

Jesus, cheio do Espírito Santo, voltou do Jordão e foi guiado pelo mesmo Espírito, no deserto,

durante quarenta dias, sendo tentado pelo diabo. Nada comeu naqueles dias, ao fim dos quais teve fome. (Luc 4:1-2)

2ª. SUPRI AS NOSSAS NECESSIDADES (V5B).

Durante toda a caminhada do povo de Israel no deserto o senhor os supriu as necessidades, de forma sobrenatural, eles cresciam as roupas e calçados cresciam junto, e não envelheciam, chovia comida no Céu, (Maná), saia agua da rocha, enfim Deus proveu suas carências num tão quente e perigoso deserto.

NO DESERTO PRECISAMOS, DEIXAR A PREOCUPAÇÃO E EXERCITAR A FÉ.

—Por isso eu digo a vocês: não se preocupem com a comida e com a bebida que precisam para viver nem com a roupa que precisam para se vestir. Afinal, será que a vida não é mais importante do que a comida? E será que o corpo não é mais importante do que as roupas?

Vejam os passarinhos que voam pelo céu: eles não semeiam, não colhem, nem guardam comida em depósitos. No entanto, o Pai de vocês, que está no céu, dá de comer a eles. Será que vocês não valem muito mais do que os passarinhos?

E nenhum de vocês pode encompridar a sua vida, por mais que se preocupe com isso.

—E por que vocês se preocupam com roupas? Vejam como crescem as flores do campo: elas não trabalham, nem fazem roupas para si mesmas.

Mas eu afirmo a vocês que nem mesmo Salomão, sendo tão rico, usava roupas tão bonitas como essas flores.

É Deus quem veste a erva do campo, que hoje dá flor e amanhã desaparece queimada no forno. Então é claro que ele vestirá também vocês, que têm uma fé tão pequena!

Portanto, não fiquem preocupados, perguntando: “Onde é que vamos arranjar comida?” ou “Onde é que vamos arranjar bebida?” ou “Onde é que vamos arranjar roupas?”.

Pois os pagãos é que estão sempre procurando essas coisas. O Pai de vocês, que está no céu, sabe que vocês precisam de tudo isso.

Portanto, ponham em primeiro lugar na sua vida o Reino de Deus e aquilo que Deus quer, e ele lhes dará todas essas coisas.

Por isso, não fiquem preocupados com o dia de amanhã, pois o dia de amanhã trará as suas próprias preocupações. Para cada dia bastam as suas próprias dificuldades. ( Mt 6:25-34).

EMBORA VENHAMOS PASSAR POR PRIVAÇÕES, ESCACEZ, NO DESERTO DESTA VIDA PRECISAMOS CRER QUE:

Flp 4:19 O meu Deus suprirá todas as necessidades de vocês, de acordo com as suas gloriosas riquezas em Cristo Jesus.

O APOSTOLO PAULO QUANDO ESCREVE ESTE TEXTO AO FILIENSES, FALAVA QUE TINHA TUDO ATÉ MAIS QUE SUFUCIENTE, MAS NEM SEMPRE ERA ASSIM, ELE JÁ HAVIA PASSADO POR MUITAS DIFICULDADES MAIS APRENDEU O SEGREDO DO CONTENTAMENTO SABER TER POUCO OU MUITO, MAS SABENDO QUE DEUS PODE PROVER TODAS AS NOSSAS NESCESSIDADES.

3ª. DÁ-NOS VITORIA SOBRE O INIMIGO. (V7). Deut 29:7-8

Nesta trajetória, do povo de Deus, muitos inimigos se opuseram a eles, mas foram derrotados, a bíblia narra aqui que os Israelitas venceram dois Reis: 1º Seon rei de Hesbom, 2º Ogue de Basá,

Quando o povo de Deus é fiel e vive guiado por Ele, ninguém, nenhum inimigo poderá nos resistir. Deus falou isso pra Josué após a morte de Moises, pois Josué teria esta missão, fazer o povo herdar a terra prometida, mas pra isso ele precisava derrotar todos os inimigos que se opusessem.

Ninguém conseguirá resistir a você, todos os dias da sua vida. Assim como estive com Moisés, estarei com você; nunca o deixarei, nunca o abandonarei.

“Seja forte e corajoso, porque você conduzirá esse povo para herdar a terra que prometi sob juramento aos seus antepassados”. (Jos 1: 5-7).

Ø Nosso inimigo

Efs 6:12, pois não é contra carne e sangue que temos que lutar, mas sim contra os principados, contra as potestades, conta os príncipes do mundo destas trevas, contra as hostes espirituais da iniquidade nas regiões celestes.

PRECISAMOS VESTIR TODA ARMADURA DE DEUS E ESTAR FIRMES CRENDO QUE DEUS PELEJA POR NÓS!

Por isso, vistam toda a armadura de Deus, para que possam resistir no dia mau e permanecer inabaláveis, depois de terem feito tudo. (Efs 6:13)

NÃO PRECISAMOS TEMER AO INIMIGO, POIS DEUS É POR NÓS, O MAIOR ESTA AO NOSSO FAVOR.

Rom 8:31 Que diremos, pois, diante dessas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós?

mas todo espírito que não confessa a Jesus não procede de Deus. Esse é o espírito do anticristo, acerca do qual vocês ouviram que está vindo, e agora já está no mundo.

Filhinhos, vocês são de Deus e os venceram, porque aquele que está em vocês é maior do que aquele que está no mundo. (1jo 4: 3-4).

4ª. PRÓSPERA (V8). Deut 29: 8

O Senhor os guiou, proveu suas necessidades deu vitorias sobre o mal, e ainda os prosperou, pois após vencerem os reis, ficaram, com o desposo deles, ou seja, seus bens, animais, ouro, joias, etc. Deus tira do ímpio e transfere para o Justo, é uma transferência de riquezas,

José Passou por um grande deserto, em sua vida, foi desprezado e vendido, pelos próprios irmão, mas mesmo neste deserto, nesta provação Deus o fez prospero.

Gên 39:1 José foi levado ao Egito; e Potifar, oficial de Faraó, capitão da guarda, egípcio, comprou-o da mão dos ismaelitas que o haviam levado para lá.

Gên 39:2 Mas o Senhor era com José, e ele tornou-se próspero; e estava na casa do seu senhor, o egípcio.

As benção do Senhor enriquecem e não acrescentam dores.

Prv 10:22 A bênção do Senhor traz riqueza, e não inclui dor alguma.

MANTENDO A BENÇÃO:

Agora o mais importante, quando sairmos do deserto, e o Senhor nos tiver abençoado, para continuarmos vencendo e obtendo sucesso na carreira precisamos:

Deu 29:9 Guardai, pois, as palavras desta aliança e cumpri-as,...

Nesta aliança feita com o povo de Israel, o que Deus queria não era apenas que o povo entendesse qual era sua vontade e pronto, depois esquecessem e continuassem a viver da mesma forma, O Senhor exigiu que viecem a “Guardar” esta palavra. Guarda, neste texto significa:

שמר shamar

(1) guardar, manter vigilância e custódia, observar, prestar atenção, proteger, reter, entesourar (na memória), cumprir.

Ou seja, vai além do mero conhecimento das escrituras, não basta apenas conhecermos a bíblia, é preciso praticar a palavra de Deus!

Deu 29:9 Guardai, pois, as palavras desta aliança e cumpri-as, para que prospereis em tudo quanto fizerdes.

Vemos aqui que pra estabelecer um pacto com Deus, uma aliança, o povo de Israel precisava:

I. Guarda sua palavra.

II. Cumpri-la

Só assim Prosperaremos em tudo o que viermos a fazer, e Deus nos dará a Vitoria, sobre todas as dificuldades que se colocarem em nosso caminho.

O Deserto não é para sempre, é apenas uma curta fase, mas sairemos melhor, do que quando entramos!

Até que se derrame sobre nós o espírito lá do alto, e o deserto se torne em campo fértil, e o campo fértil seja reputado por um bosque.

Então o juízo habitará no deserto, e a justiça morará no campo fértil.

E a obra da justiça será paz; e o efeito da justiça será sossego e segurança para sempre. (Isa: 32: 15-17).



Compartilhar:

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Tu me Amas?
João 21: 15-17
Três princípios, extraídos da conversa que Jesus teve com Pedro.

1. A NECESSIDADE DE AUTO-AVALIAÇÃO.

Depois de comerem, Jesus perguntou a Simão Pedro: "Simão, filho de João, você me ama realmente mais do que estes? " Disse ele: "Sim, Senhor, tu sabes que te amo". Disse Jesus: "Cuide dos meus cordeiros".(Jo 21:15 -NVI)

Muitas vezes nos enganamos em nosso julgamento com relação a quanto amamos ao Senhor. (Jeremias 17:10- coração é enganoso)
Vemos isto na vida do apostolo Pedro, estava enganado (Mc 14:27-31),
Pedro seguia Jesus de Longe (Mc 14:54).
Pedro Nega a Jesus (Mc 14: 67-72).

Rom 12:3... digo a cada um dentre vós que não pense de si mesmo além do que convém, antes, pense com moderação...

2. O AMOR PODE CRESCER. ( JO 21:15-17).
Jogo de palavra no Grego- (“Amor” = “Eros” “fileo” “Ágape”.
O Senhor Jesus, pergunta a Pedro se Ele o ama três vezes, há aqui um jogo de Palavras, no origina grego, a palavra amor tem mais de um sentido, na conversa com pedro, quando Jesus pergunta a pedro sobre a intensidade do seu amor, versículo 15, a palavra amor que Jesus pronuncia significa=αγαπαω agapao ( amor incondicional, amor perfeito a Deus) Simão respode que sim, tu sabes que eu te "amo" φιλεω phileo( significa=gostar).
na segunda vez Jesus coloca a mesma intensidade versículo 16, ...tu me amas... αγαπαω agapao a resposta de Pedro continua no mesmo nível anterior, sim, Senhor, tu sabes que eu te amo..(φιλεω phile), Jesus percebendo que Simão não chegará ao mesmo patamar requerido por Jesus o Senhor pergunta pela 3ª vez, já na intensidade de Simão... Mas Jesus mostra que Um dia Pedro chegaria a este nível de Amor (João 21.18,19)
Pedro morreu crucificado de cabeça pra baixo MAIOR EXPRESSÃO DE AMOR

3. O AMOR SE EXPRESSA EM AÇÕES.
João 21: 15-17- “apascenta minhas ovelhas”
1joão 3:17-18.

Se amaos a Deus devemos amar o que Ele ama, "as almas"

Você procura ganhar almas para o Senhor?
Há cuidar delas de alguma forma?
Você participa de algum ministério em sua igreja, mesmo nas coisas simples?

Conclusão:
O NOSSO AMOR AO SENHOR:
1. PRECISA GENUINAMENTE SER AVALIADO
2. PODE CRESCER
3. PRECISA SER EXPRESSO EM AÇÕES.




adaptado por Mascarenhas, extraído do livr. de todo o coração - Luciano Subirá
Compartilhar:

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Quem Somos?

Quem Somos?

Santidade sete.com, tem a missão de alcançar vidas para Jesus Cristo e edificar a Sua Igreja através da divulgação da Palavra de Deus. Para cumprir este objetivo “O Palavras de Sabedoria” utiliza meios de comunicação como rádio, internet, bem como a mídia escrita.

Declaração de Fé

Nós Cremos:

1. Que as Escrituras Sagradas são divinamente inspiradas, infalíveis (completamente confiáveis), e que tem autoridade suprema no que concerne à fé e sua prática;

2. Em um único Deus, eterno e triuno, Pai, Filho e Espírito Santo;

3. Em nosso Senhor Jesus Cristo, Deus manifestado na carne. Em Seu nascimento virginal, em Sua vida sem pecado, em Seus milagres e em Sua morte redentora;

4. Na ressurreição corpórea de Jesus Cristo, em Sua volta, e que Ele julgará o mundo;

5. Que todos somos pecadores e sujeitos de forma justa ao julgamento de Deus;

6. Que a redenção da culpa e a remissão dos pecados é apenas possível através da morte, do derramamento do sangue e da ressurreição de Jesus Cristo;

7. Na necessidade do trabalho do Espírito Santo para convencer o pecador do pecado, do juízo e da justiça, garantindo a ele condição de arrepender-se diante de Deus e de crer no nosso Senhor Jesus Cristo capacitando-o assim a viver uma vida cristã santa, a testemunhar e a trabalhar para Ele;

8. Na ressurreição do corpo, na eterna benção dos justos e na punição eterna dos que não foram justificados;

9. Que todo crente é parte do Corpo de Cristo e responsável por manter a unidade do Espírito pelo vínculo da paz, amando fervorosamente os outros membros deste corpo;

10. Que jesus Cristo é o filho de Deus e único caminho de acesso a Ele.
Compartilhar:

domingo, 5 de dezembro de 2010

FALTA DE ARREPENDIMENTO GERA INSENSIBILIDADE
Mt 21:28-32; Sl 119;70;Ef 4.19

Insensível: "Indiferente; sem sentimento."

INTRODUÇÃO
Como corpo de Cristo somos guiados pelo espírito Santo, segundo o cabeça da igreja o Senhor Jesus, a Ele devemos escutar Mt 17:5, pois quando obedecemos aos seus mandamentos provamos que o amamos.

Jesus é a videira nós somos os ramos Jo 15:1-7, Devemos estar ligados Nele, ou seja, nos seus mandamentos, Mas muitas vezes estamos indiferentes com o Senhor, não nos alegramos, não ouvimos mais sua voz, as orações parecem não ter efeito, o diabo rir das nossas determinações, e a vida vira uma derrota.

A Falta de Arrependimento Gera Insensibilidade


Temos desfrutado de uma boa comunhão com o Senhor?

Veremos alguns princípios tirados da parábola dos dois filhos, onde mostram à questão da obediência e do arrependimento, ambos estão ligados!(Mt 21:28-32).

Precisamos nos arrepender para não cair!

I.A OBDIÊNCIA REQUER:

1. Renuncia das nossas vontades. (V. 29,30)
Ele respondeu: Sim, senhor; mas não foi.
Chegando-se, então, ao segundo, falou-lhe de igual modo; respondeu-lhe este: Não quero; mas depois, arrependendo-se, foi.

A resposta do 1º filho foi sim, mas só da boca pra fora, já o 2º filho embora de inicio tenha a se recusado, se arrependeu e resolveu a obedecer, vemos aqui que o que decidiu a obediência foi a renuncia da própria vontade do filho a do Pai.
Como pais criamos nossos filhos damos a melhor educação instruímos nos caminhos do senhor para ter filhos obedientes e fieis, Aquele pai é um contraste com o nosso pai celeste, nosso Deus, Ele também espera nossa obediência diante de sua palavra e chamada para nossas vidas.

Em seguida dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, tome cada dia a sua cruz, e siga-me. ( Lc 9:23)

2. Arrependimento Genuíno. (V. 30).

Mas depois, arrependendo-se, foi... V.30

Sempre que o senhor nos pede algo pela palavra, sempre para nossa carne (vontade) será dificultosa, cansativa, pois a velha natureza milita contra o Espírito (Gl 5:17). Mas devemos obedecer (v.30). Depois do NÃO, o segundo filho arrependeu-se, e foi, fazer a vontade do pai, ele fez uma reflexão, talvez se lembrasse do trabalho que deu para seu pai o criar, do amor do Pai por ele, e da ingratidão que estava fazendo, isto trouxe a seu coração um pesar, e se arrependeu sinceramente.

Agora folgo, não porque fostes contristados, mas porque o fostes para o arrependimento; pois segundo Deus fostes contristados, para que por nós não sofrêsseis dano em coisa alguma.
Porque a tristeza segundo Deus opera arrependimento para a salvação, o qual não traz pesar; mas a tristeza do mundo opera a morte. (2co 7.9-10)

O verdadeiro filho de Deus, quando faz alguma coisa errada, por menor que seja, sente arrependimento pesar, gerado pelo Espírito santo, a nossa mente acusa, vem à convicção e o arrependimento, assim alcançamos o perdão tendo assim uma vida fiel e santa.

Há algo incrível que vejo neste filho é que ele venceu o Orgulho, não se importou com a vergonha de voltar atrás, muitas vezes cometemos erros com nossas esposas (os), filhos, amigos, falamos e agimos erradamente, e sabendo que estamos errados não queremos voltar atraso e pedir perdão, descendo do degrau do orgulho, da humilhação, sendo assim muitos preferem continuar indiferentes.

A obediência gera santidade mudança genuína!

II. FALTA DE MUDANÇA GERA:

1. Hipocrisia Religiosidade. (V. 29, Ez: 33.31-32; Rm 2.17-25).
Ele respondeu: Sim, senhor; mas não foi. Este filho não reluta e diz sim, embora suas atitudes dissessem não, este filho vivia de aparências, e não pratica o que dizia ou ouvia, para as pessoas parecia obediente e prestativo, mas no seu interior, suas obras manifestava seu verdadeiro caráter.

2. Adoração inútil.
(Hipócritas!). Bem profetizou Isaias a vosso respeito, dizendo:
Este povo honra-me com os lábios; o seu coração, porém, está longe de mim.
Mas em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos de homem. (Mt 15: 7-9).

A adoração consiste nos atos e atitudes que reverenciam e honram a majestade do grande Deus do céu e da terra. Sendo assim, a adoração concentra-se em Deus, e não no ser humano. No culto cristão, nós nos acercamos de Deus em gratidão por aquilo que Ele tem feito por nós em Cristo e através do Espírito Santo. A adoração requer o exercício da fé e o reconhecimento de que Ele é nosso Deus e Senhor.
Quando não exercitamos a pratica da obediência todas as demais praticas que demonstram uma devoção a Deus são anuladas, pois é mais importante obedecer do que sacrificar.

Eles dizem que conhecem a Deus, mas o que eles fazem mostra que isso não é verdade. Estão cheios de ódio, são rebeldes e não são capazes de fazer nenhuma coisa boa. (Tit 1:16).

Vemos isto claramente da vida do rei Saul.

Disse Samuel a Saul: Enviou-me o Senhor a ungir-te rei sobre o seu povo, sobre Israel; ouve, pois, agora as palavras do Senhor.
Assim diz o Senhor dos exércitos: Castigarei a Amaleque por aquilo que fez a Israel quando se lhe opôs no caminho, até subir ele do Egito.
Vai, pois, agora e fere a Amaleque, e o destrói totalmente com tudo o que tiver; não o poupes, porém matarás homens e mulheres, meninos e crianças de peito, bois e ovelhas, camelos e jumentos.
Depois Saul feriu os amalequitas desde Havilá até chegar a Sur, que está defronte do Egito.
E tomou vivo a Agague, rei dos amalequitas, porém a todo o povo destruiu ao fio da espada.
Mas Saul e o povo pouparam a Agague, como também ao melhor das ovelhas, dos bois, e dos animais engordados, e aos cordeiros, e a tudo o que era bom, e não os quiseram destruir totalmente; porém a tudo o que era vil e desprezível destruíram totalmente.
Então veio a palavra do Senhor a Samuel, dizendo:
Arrependo-me de haver posto a Saul como rei; porquanto deixou de me seguir, e não cumpriu as minhas palavras. Então Samuel se contristou, e clamou ao Senhor a noite toda. (Ism 15: 1-3; 7-11)

DEUS REQUER UMA OBDIENCIA TOTAL E NÃO PARCIAL
Saul não executou as ordens bem claras do Senhor, isto fez com que Ele fosse rejeitado como rei daí se desviou dos caminhos do Senhor.
Vemos claramente que esta, não foi a primeira vez que Saul errou, nos capítulos anteriores ele já havia desobedecido a Deus, ou seja, continuou e não se arrependeu. Deus é misericordioso e sempre pronto a perdoa (Ijo 1:9) mais a perseverança no erro traz consequências.


Pois qualquer que guardar toda a lei, mas tropeçar em um só ponto, tem-se tornado culpado de todos. (Tg 2:10)



EXEMPLO DE DAVI
O reino foi passado para Davi, não porque ele era perfeito mais por que tinha um coração quebrantado, e arrependido, quando pecava, aceitava a correção e voltava a Deus com um coração arrependido obediente.


CONCLUSÃO
Se Deus pede, para nos arrependemos, se arrependa, se é para que oremos, vamos orar se pede para perdoa, perdoe, para evangelizar, pregar, faça com amor, O senhor quer receber uma adoração provinda de um coração Obediente e reto!

I. A OBDIÊNCIA REQUER:
1. Renuncia das nossas vontades
2. Arrependimento sincero.

II. FALTA DE MUDANÇA GERA:
1. Hipocrisia Religiosidade.
2. Adoração inútil.





por: Mascarenhas


Compartilhar:

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010


O LUGAR SECRETO
Mt 6:6 Mas quando você orar, vá para seu quarto, feche a porta e ore a seu Pai, que está no secreto. Então seu Pai, que vê no secreto, o recompensará.((Abertamente). kjv.

INTRODUÇÃO: Falar das diversas formas de oração: em publico, intercessão, e a individual.

QUANDO =Conjunção. (No tempo em que; no momento em que).

“Precisamos aprender com Jesus a Orar”.




NESCESSITAMOS ESTÁR A SÓS COM O PAI, CULTIVAR O HÁBITO DA ORAÇÃO SECRETA.

Aquilo que falamos com Deus no secreto Ele nos irá responder abertamente”.

 NO LUGAR SECRETO OBTEMOS:
I. Recompensa Divina (MT 6:6)
II. Livramento das Aflições (ver Daniel & Ezequias- 2reis 20.2).
Dan 6:22 O meu Deus enviou o seu anjo, que fechou a boca dos leões. Eles não me fizeram mal algum, pois fui considerado inocente à vista de Deus. Também contra ti não cometi mal algum, ó rei".

NOSSO MAIOR EXEMPLO NESTE ASSUNTO– (JESUS).
Mat 14:23 Tendo despedido a multidão, subiu sozinho a um monte para orar. Ao anoitecer, ele estava ali sozinho,
Mar 6:46 Tendo-a despedido subiu a um monte para orar.
Luc 6:12 Num daqueles dias, Jesus saiu para o monte a fim de orar, e passou a noite orando a Deus.

Tempos próprios para oração secreta:
1. Pela manhã. (quando fomos preservados pela noite, e começar o dia com Deus, para as tarefas).
2. Pela Noite. (Quando o dia fechou o que seria mais natural que oferecer ação de graças
3. Tempos de embaraço e perplexidade (Tais tempos acontecem na vida de todo homem, e é então um privilégio e um dever para ir para Deus e buscar a direção dele.
4. Quando nós somos atacados com tentações fortes (Heb. 5:7-8).
5. Quando o Espírito nos incitar A ORAR.


Compartilhar:

sexta-feira, 19 de novembro de 2010




(Ilustração)

Doação de vida, a maior prova de amor!


Foi assim que Deus mostrou o seu amor por nós: enviou o seu Filho único ao mundo, para recebermos a vida por meio dele. (1Jo 4:9 SBP)


Certo dia assisti na TV um caso de uma jovem que descobriu que tinha câncer no sangue, leucemia, seus pais fizeram de tudo para encontrar um doador compatível, enquanto a jovem passava por fortes seções de quimioterapia, e cada vez mais ficava debilitada, por maior que fosse a procura a jovem veio a falecer.
Seus pais e conhecidos, em homenagem a esta jovens criaram um centro de doadores cadastrados para doação de medula óssea, onde conseguiram e continuam conseguindo o cadastro de milhares e milhares de pessoas, sendo um dos maiores centros de doação de medula óssea dos estados unido, com filiais em quatro estados estadunidenses, atendendo a varias pessoas em toda a América, inclusive atendendo o Brasil.
Antes de morrer a jovem escreveu um bilhete a sua mãe dizendo: “não se preocupe comigo, cuide dos meus amiguinhos",
Moral da historia a jovem partiu, mais através de sua morte, fez com que a criação deste centro, salva-se e continua salvando centenas de vidas.
Um dia há mais de 2000 mil anos atrás alguém derramou todo o seu sangue foi chicoteado, transpassado, e foi morto, e ao 3ª dia ressuscitou para que, através da sua morte todos tivéssemos vida eterna, por meio de Jesus nós conseguimos o perdão de nossos pecados, a cura de nossas feridas, por suas pisaduras somos sarados (Isaias 53: 1-5). Porem o mais importante, recebemos a salvação, a vida eterna com Deus. Jesus é a maior prova de doação por amor a nós. Devemos ama-lo e aceita-lo em nossas vidas, obedecendo e sendo eternamente grato por tão grande salvação.
Devemos sempre agradecer a Deus por nossa salvação, e pedir que seu sangue continue nos protegendo e salvando nossos familiares amigos e conhecidos!

Por Mascarenhas
Compartilhar:

terça-feira, 16 de novembro de 2010

As armas da nossa guerra

As armas da nossa guerra
autor: Uedson Vieira


E um crente anda armado? Segundo a Bíblia, sim. Mas, antes que alguém saia correndo para comprar uma pistola automática, quero esclarecer esse negócio. Não estamos falando de arma de fogo.

Há um tipo de arma indispensável na vida do seguidor de Cristo. Antes de falar dela, quero falar de um certo ambiente onde é muito necessária. Imagine-se acordando um dia e achando sua casa bem no meio de um bombardeio. Granadas explodindo ao seu redor, metralhadoras vomitando projéteis para todas as direções e gente alvejada gritando em desespero mortal... qual seria sua reação? Levantaria tranqüilo, tomaria um demorado banho, depois um gostoso café e sairia direto para o serviço ou para a escola? Certamente sua primeira reação seria a proteção e a preservação de sua família.

Agora pense no texto de Efésios 6.11-18. Você não vê, mas essa guerra está acontecendo ao seu redor, todos os dias. Você não vê, mas isso não quer dizer que ela não exista. Numa linguagem espiritual o apóstolo Paulo escreve que o mundo é um campo de batalha (6:12). Você já atentou para esse fato, essa realidade?

Essa batalha não é física, ela é espiritual. Negar essa realidade bíblica não altera o fato de que vivemos cercados por forças espirituais todos os dias, o tempo todo. Essa é a razão porque Paulo diz que precisamos ser \"fortalecidos NO SENHOR e na força do seu poder\" (6:10) e devemos nos proteger com \"TODA a armadura de Deus\" (6:11,13). Cada parte dessa armadura tem seu valor, sua importância, no campo espiritual.

O cinto (6:14). Essa peça firma a armadura ao corpo do soldado. Isso fala do apego e forte envolvimento com a Palavra de Deus. Ela é poderosa para anular os enganos do inimigo, nos envolvendo e firmando em Deus.

A couraça (6:14). Essa parte da armadura protege o peito, o coração. Aqui o coração é protegido pela justiça de Deus contra todo o mal.

Os calçados (6:15). Isso fala de andar no evangelho, de testemunhar da verdade transformadora. À medida que anda, o soldado de Cristo avança conquistando parentes, amigos e conhecidos enredados pelo engano do inimigo, diminuindo e enfraquecendo suas fileiras.

O escudo (6:16). A fé é o escudo do cristão contra \"todos os dardos inflamados do maligno\". A fé anula e desfaz os intentos de medo, dúvida, desespero, desânimo que o inimigo espiritual lança contra nós diariamente.

O capacete (6.17). Parte que protege a cabeça. Isso fala de guardar a mente, os pensamentos, em Cristo Jesus nosso salvador.

A espada (6:17). A única arma ofensiva que o cristão precisa utilizar é a palavra de Deus. Foi essa espada que Jesus brandiu no deserto contra o diabo, depois de passar 40 dias em jejum e oração. Ele não usou nada além da palavra: “... está escrito, satanás...” (Mt 4.1-10). O diabo teme a Palavra de Deus na boca do crente.
Você já percebeu que todas as partes dessa armadura falam de Cristo? Ele é a verdade, a justiça, a fé, a paz. Cheios dele, revestidos de Deus. Ele é nossa armadura. Todos os dias devemos nos revestir de Cristo, conscientemente, intencionalmente.

Você não pode lutar sozinho contra as forças espirituais. É necessário usar a armadura que Deus oferece, e reconhecer que está num campo de batalha espiritual, pondo em prática uma vigilância constante. Em seu livro “Cartas de um diabo a seu aprendiz” C.S. Lewis nos conta que o diabo chefe ensinou ao diabo aprendiz que uma das armas mais eficazes contra os crentes é a distração. De fato, a distração tem deixado os crentes expostos no campo de batalha. O que mais tem distraído você na luta espiritual? Creio que uma das maiores distrações que o inimigo tem conseguido nos impor é nos levar a ficar ocupados com nossos programas, mas não termos tempo para a leitura e meditação da Bíblica acompanhada de oração (Ef 6.18).

Compartilhar:
Anterior Proxima Inicio
Scroll To Top