Comentário: Êx 20:13 & Samuel 15: 1-3


Comentário: Êx 20:13 & 1Samuel 15: 1-3

“Não matarás”. Êx 20:13.

Samuel disse a Saul: “Eu sou aquele a quem o Senhor enviou para ungi-lo como rei de Israel, o povo dele; por isso escute agora a mensagem do Senhor”.
Assim diz o Senhor dos Exércitos: ‘Castigarei os amalequitas pelo que fizeram a Israel, atacando-os quando saíam do Egito. Agora vão, ataquem os amalequitas e consagrem ao SENHOR para destruição tudo o que lhes pertence. Não os poupem; matem homens, mulheres, crianças, recém-nascidos, bois, ovelhas, camelos e jumentos’”. (Samuel 15: 1-3).


Deus através dos seus profetas nos deixou a sua santa palavra, a Bíblia sagrada, sabemos que todas as escrituras são divinamente inspiradas. 2timoteo 3:16. Os textos acima tratam do tema relacionado à preservação ou não da vida, onde a vida do ser humano poderia ser ou não tirada por seu próximo. Em êxodo 20: 13, O senhor através de Moises dar ao povo os dez mandamentos, sendo que um deles era “não Matarás” Ex. 20:13. Aqui vemos uma ordem clara, não tirar a vida do seu próximo. Já em I Samuel, 15: 1-3. Vemos Deus dando uma ordem através do profeta Samuel ao Rei Saul, onde Ele traria juízo a Amaleque pelo que fez a Israel, este juízo incluiria também a morte de homens, mulheres, crianças, recém-nascidos, bois, ovelhas camelos e jumentos.

Vemos que Saul não obedeceu totalmente ao Senhor, obediência parcial, se torna desobediência (tg 2:10). Interessante notarmos que o Senhor aqui permiti a morte até de crianças.
Seria aqui um paradoxo, na verdade a bíblia nunca se contradiz! Para compreendermos melhor estas passagens precisamos tomar como um todo o que a bíblia diz a respeito deste assunto, não apenas algumas partes. Do contrário para muitos Deus seria um carrasco não um Pai de amor como Ele é.

Deixe-me relatar uma pequena ilustração que o Pr. Luciano Subirá conta em seu livro, “O Conhecimento revelado”, ele falar sobre a compreensão da palavra de Deus como um todo, pois alguns versículos sem contexto não passam de pretexto.
"Havia três homens cegos que foram colocados diante de um elefante. A cada um foi dito que caminhasse até deparar-se com algo à frente (o animal) e que, pelo tato, deduzisse o que era aquilo. O primeiro foi até deparar-se com uma das patas do elefante, e apalpando-a até embaixo, exclamou: é uma árvore! O segundo foi até o lado do elefante, e apalpou-o até em cima onde alcançou e disse: é uma parede! Já o terceiro, caminhou até a tromba, apalpou-a, e percebendo seu movimento deduziu ser um animal vivo e gritou: é uma cobra!" Resumindo: lidando com partes isoladas, jamais conheceremos o todo!

Tal quais estes cegos, muitos se prendem a apenas algumas partes isoladas da Bíblia e se perdem na interpretação. Tenha uma visão global.


ENTENDENDO:

Não matarás”. Êx 20:13. Na velha aliança, a bíblia condenava o assassinato, A lei era olho por olho dente por dente quem matasse também deveria morrer. Êx 21:24. Por Exemplo, se numa briga um dos envolvidos ferisse uma mulher gravida e ela abortasse e acriança morresse ou a mãe, era vida por vida.

Se alguns homens brigarem, e um ferir uma mulher grávida, e for causa de que aborte, não resultando, porém, outro dano, este certamente será multado, conforme o que lhe impuser o marido da mulher, e pagará segundo o arbítrio dos juízes; mas se resultar dano, então darás vida por vida, Êx 21:22-23.
Vemos claramente que o mandamento não matarás é um mandamento moral, de amor ao próximo, este pensamento se sustenta em toda a bíblia.

"Vocês ouviram o que foi dito aos seus antepassados: ‘Não matarás’, e ‘quem matar estará sujeito a julgamento’.
Mas eu lhes digo que qualquer que se irar contra seu irmão estará sujeito a julgamento. Também, qualquer que disser a seu irmão: ‘Racá’, será levado ao tribunal. E qualquer que disser: ‘Louco! ’, corre o risco de ir para o fogo do inferno. Mat 5:21-22.

Vemos Jesus tratando agora de forma mais profunda, Ele condena não só o assassinato mais até a intenção interna do coração (Ira) que pode levar o homem a tirar a vida do seu próximo, seja de um homem, mulher, criança ou recém-nascido.

Pois estes mandamentos: "Não adulterarás", "
não matarás", "não furtarás", "não cobiçarás", e qualquer outro mandamento, todos se resumem neste preceito: "Ame o seu próximo como a si mesmo". O amor não pratica o mal contra o próximo. Portanto, o amor é o cumprimento da lei. Rom 13:9-10

O que vemos em 1 Samuel 15: 1-3, é um comando especifico de Deus para o rei Saul destruir totalmente seus inimigos, mesmo que isto envolvesse suas descendências. Não podemos entender isto como sendo a vontade de Deus para nossos dias.
Na nova aliança Jesus aboliu muitas coisas, aperfeiçoando-as, pois a lei não tinha imagem perfeita mais era sobra dos bens vindouros.

A Lei traz apenas uma sombra dos benefícios que hão de vir, e não a realidade dos mesmos. Por isso ela nunca consegue mediante os mesmos sacrifícios repetidos ano após ano, aperfeiçoar os que se aproximam para adorar. (Heb 10:1).


Hoje os inimigos do povo de Deus não é Amaleque, sim os principados e potestades, os demônios que se opõem ao Povo de Deus e a expansão do Seu reino aqui na Terra, estes sim devem ser destruídos, e paralisados, em nome de Jesus, pois Cristo já trinfou sobre todos eles, e nos deu poder e autoridade para repreendê-los em Seu nome. Efésios 6:12.


Pois qualquer que guardar toda a lei, mas tropeçar em um só ponto, tem-se tornado culpado de todos. Porque o mesmo que disse: Não adulterarás, também disse: Não matarás. Ora, se não cometes adultério, mas és homicida, te hás tornado transgressor da lei. Tgo 2:10-11.



em Cristo: Cristiano Mascarenhas

Um comentário:

  1. Boa tarde!
    Eu também amo JESUS!

    Não sou evangélica, mas creio na palavra!

    Seja bem vindo! Obrigada pela visita e por seguir-me!

    Que Jesus esteja contigo.

    Abraços.

    ResponderExcluir

Pages